Crea sito

O 7° Sol – o despertar da consciência Divina

Não temos o perfil deste canal. Caso você tenha maiores informações sobre o perfil deste Canal e queira nos fornecer, será um prazer colocarmos em nosso banco de dados.

Mensagem  de 29 de março 2017

Os mais elevados caminhos do Misticismo têm a ver com a preparação para mergulhar cada vez mais fundo nas profundezas do Ser – esse estado de Ser que é o Reino Desconhecido Inesgotável e Infinito dos Deuses e Deusas – o Mistério da Vida e da Força da Vida em si.

Aprofunda na consciência cósmica, que é sublime e que é a própria força criativa que está dentro de todos os seres e de tudo o que já foi criado sob o Cósmico Sol Central. É a mais alta vocação do Estado Iluminado.

É preciso empenho total e dedicação a este caminho. É o caminho mais elevado de pureza suprema e vai exigir Totalidade.

Segundo o dicionário Oxford um místico é uma pessoa que dedica seu tempo ao pensamento profundo a fim de tornar-se mais perto de Deus e alcançar verdades além da compreensão humana. Sua raiz é a palavra grega “mustes “ – pessoa iniciada.

O misticismo é então caminho do supremo Iluminismo e não é por acaso que o herdamos da palavra grega, os Gregos sempre tiveram um grande respeito por aqueles que buscavam o último estado do Ser.

Nos últimos anos tenho sido levada de volta para Delphos em minha própria pesquisa, como a tentativa de vincular os Cátaros, minhas próprias conclusões; e retornando à Deusa, com a minha própria emergente elevada imagem da verdadeira história do planeta e dos Super Campos de energia – consciente.

Neste estágio personagens interessantes começaram a surgir a partir dos Pirineus, muito mais antigas do que as pesquisas com os Cátaros, e a compreensão nasceu sobre o que eles sabiam, ou de que o praticado era algo mais antigo e rico em tradições ancestrais do próprio misticismo.

Curiosamente a grande fortaleza de Monsegur, o último reduto dos Cátaros, era um Templo dedicado a Artemis, como Templo da Lua, enquanto mais ao lado estava o Templo do Sol, dedicado a outro: a chama gêmea de Artemis – Apollo.

Foi através de Apollo que a lira, instrumento tocado pelos Trovadores surgiu, como um presente para os nobres da região, porque Apollo é o guardião das frequências vibratórias do SOM.

Isso se move mais longe para ninguém menos que Pitágoras, que teve sua formação como Sumo Sacerdote Druída nos Pirineus e em seguida, passou para os Templos em Delphos.

Mais interessante é que posteriormente os Visigodos dos Pirineus cercaram os Templos de Delfos, onde um grande tesouro estava abrigado. E aconteceu que eles conseguiram ter acesso aos redutos desses Templos e, em seguida, levaram o tesouro.

No entanto, uma grande praga ocorreu e as pessoas morriam como moscas. Foi então que os Druídas descobriram que isso estava ligado ao tesouro e, então todo este tesouro foi jogado em um dos lagos nos Altos Pirineus.

Os Druídas vedaram toda a área e curiosamente nada cresce lá. Os Cátaros também têm sido associados com o tesouro – um tesouro perdido.

Em essência Delphos possuía as chaves para o Misticismo e as Antigas Escolas de Mistério dos gregos que foram ligadas às do Egito, Haran, e depois também às do Himalaia. E então, as escolas foram sempre para fora dos limites para atingir os que estavam distantes desses ensinamentos internos, principalmente por causa das vias superiores rigorosas do próprio misticismo.

Não foi por acaso que o mundialmente famoso Oráculo de Delfos fazia parte da Escola de Mistérios Antiga de lá.

Isso retroage para Atlântida e até antes, para as Superiores Sacerdotisas que eram altamente treinadas como canais TRANSMISSORES e tinham a capacidade de explorar os campos de energia da Super Consciência e transmitir a informação diretamente da Fonte Divina. Elas agiram então como Oráculos para o povo – mas só depois que foram cuidadosamente selecionadas para esta tarefa e passarem por imensas e intensas Iniciações para os caminhos mais elevados do Misticismo.

Mais tarde na Grécia, a humanidade começou a esquecer, o papel da Alta Sacerdotisa ficou enfraquecido assim que a dominação masculina assumiu. No entanto, essas Sacerdotisas também foram altamente treinadas no uso do Som para elevada cura com cristais – muito mais do que aquela que a GRANDE SACERDOTISA DO TEMPLO DA CHAMA BRANCA realizou sustentando toda a Rede de energia do 7º. Sol Central sob a sua jurisdição e que ela poderia ativar à vontade.

Ela agiu como Guardiã e Mantenedora desta Rede, e sustentou todas as Chaves de cristal e códigos.

As Sacerdotisas também registraram informações gravadas em cristais durante a Atlântida, em seguida, foram levados ao subsolo, a fim de preservar os seus conhecimentos – o conhecimento da Deusa, o conhecimento da Superior Sacerdotisa como o caminho feminino do Misticismo.

Os próprios Cátaros tinham dois ramos distintos: eles tinham o ramo mais baixo, que era o homem comum ou mulheres, e o elevado e perfeito treinamento, (e que na maior parte, registrado pela Inquisição, nunca ganhou acesso aos verdadeiros ensinamentos dos Cátaros, apesar de queimar milhares em estacas e torturá-los até a morte), mas outra parte destes, a camada superior, foi cuidadosamente treinada nos velhos caminhos da Deusa do Misticismo, e com ela a elevada compreensão do Ensinamento do Sol.

O Sol como a via mais elevada de Iluminação.

Isso ligado aos antigos ensinamentos dos Druidas, e ainda mais antigo do que isso – diretamente conectado com os Antigos – os ocultos povos que vivem no subsolo.

Monsegur em si é um Portal para este mundo subterrâneo – os Antigos nunca deixaram o planeta a partir da primeira civilização, e Eles agem como elevados professores, mentores e guias.
Nota: Lemurianos

Os Cátaros entenderam que as maiores vias de iluminação foram os caminhos do Misticismo, e, portanto, a pessoa tinha que passar por iniciações nos planos interno e externo.
Muito disso nunca foi entendido, ou mal interpretado – em essência, não é por acaso que os Cátaros eram também conhecidos como Os Puros. Pelos ritos interiores de Pureza exigido.

Na medida em que as vias superiores para o Misticismo sempre foram sustentadas pelas Escolas de Mistérios Antigos, agora é um fato que as PORTAS DE ENTRADA ABRIRAM-SE PARA AQUELAS ALMAS CHAMADAS PARA ESSES CAMINHOS MAIS ELEVADOS,
E QUE AGORA VÃO COMEÇAR A SEGUIR JUNTAS.

ELAS SABEM QUEM SÃO.
ELAS VIRÃO JUNTAS DO LESTE, OESTE, NORTE E ALMA, E ELAS SERÃO O FOGO DA ILUMINAÇÃO QUE DEVE ILUMINAR A TERRA.
ELAS SÃO ALMAS ANTIGAS, E FORAM ENVOLVIDAS COM A CO-CRIAÇÃO DESTE PLANETA DESDE O INÍCIO. ELAS ENCARNARAM NOVAMENTE PARA PROVOCAR MUDANÇAS DE CONSCIÊNCIA IMENSAS NA HUMANIDADE, E ASCENDER A HUMANIDADE ATRAVÉS DAS OITAVAS DE SER, PARA UM ESTADO DE CONSCIÊNCIA SUPERIOR.

Dentro de suas próprias almas estão codificadas e consagradas todas as Chaves e Códigos para a verdadeira iluminação e todos estão agora sendo ativados com o retorno do 7º Sol da 7º Galáxia e os elevados códigos de 777.

Está na hora.

As Portas de Entrada finais da Iluminação foram abertas nas duas últimas semanas.
Elas vão abrir imensas aberturas internas e portais no interior de quem é chamado a levar a humanidade através Delas, como uma onda maciça de energias surgindo através de fogos de Iluminação.
Que aqueles que têm ouvidos – ouçam.
Que aqueles que têm olhos – vejam.
Que aqueles que precisam sair – saiam.
Que aqueles que precisam vir- venham.
Chegou a hora.”

Fonte: https://judithkusel.wordpress.com/ – Tradução Vilma Capuano

Categorias:Ensinamentos