Crea sito

O que é real?

Owen K Waters transforma os mistérios da metafísica espirituais em claridades. Como um professor espiritual internacional, ele tem ajudado milhões de buscadores espirituais para compreender melhor a natureza do seu potencial espiritual. Saiba mais : Perfil de Owen K Waters

Mensagem de Dezembro de 2017

O que é real? Seria aquilo que podemos segurar?

Uma das principais razões para experimentar a vida na Terra é descobrir o que é real. Nós passamos nossas vidas vindo aqui, indo lá, tentando isso e tentando aquilo. Nós adquirimos coisas físicas e eventualmente as deixamos ir. As experiências da vida passam como a água passa debaixo da ponte.

Uma constante em todas as realidades sempre em mudança da vida é o observador interno. Este aspecto de seu Eu Interior está presente em todas as experiências da vida, observando, aprendendo, lembrando. No entanto, quando você vai ainda mais profundamente do que isso, você alcança a base subjacente de toda a consciência, a consciência de que, simplesmente, você existe.

Esta consciência fundamental pode ser resumida em duas palavras: “Eu Sou”.

A ótima presença “Eu Sou”

Você é um ponto de vista individual do grande Eu Sou, a consciência de Tudo O Que É, o Ser Infinito, todo inclusivo e abrangente.

A consciência é a realidade. As experiências podem mudar de um minuto ao outro, mas, sob o fluxo das experiências, reside uma consciência constante, uma sensação de ser que diz: “Eu sou”.

A vida é sobre experiências que se desenrolam em locais diferentes no espaço e no tempo. O espaço, no entanto, é apenas uma construção da consciência do Criador. O conceito de espaço foi criado para permitir a existência de uma infinita variedade de pontos de vista.

O tempo também é uma construção da consciência. O tempo permite mudanças no espaço, possibilitando eventos e experiências.

A matéria física é uma construção da consciência? A matéria é composta de energias e energias, como todas as coisas na vida, é uma construção da consciência.

A definição de energia.

A energia é a consciência comprimida.

Cada unidade de energia é formada por vórtices em contra-rotação de intenção. Estes vórtices se empurram juntos para formar uma pequena esfera de consciência comprimida dentro de seu centro, que se torna uma partícula de energia viva.

Intenção e Amor em movimento são os princípios fundamentais originais utilizados na criação do Universo infinito. Como o pensamento e o sentimento, esses aspectos do Ser operam como complementos uns aos outros e, no entanto, cada um pode ser definido como um princípio fundamental subjacente. Quando a intenção, o princípio do pensamento e do Amor, o princípio do sentimento, são colocados em movimento, então alguém invoca o outro. A mesma ação complementar ocorre no eletromagnetismo quando a eletricidade é posta em movimento. Os elétrons – partículas de intenção comprimida e originais – invocam um campo magnético complementar dentro do tecido do espaço.

O tecido do espaço é criado pelo aspecto amoroso do Criador. O Amor é o aspecto do Ser Infinito que fornece a matriz de suporte sobre a qual tudo mais é construído. Do ponto de vista da física, o tecido do espaço seria definido como energia magnética pura, inerte. Ou, pelo menos, seria se a física tivesse conseguido defini-lo. Ele costumava ser chamado de éter, mas suas propriedades não eram totalmente compreendidas na época. A física, em sua maior parte, atualmente não acredita no éter, atualmente não acredita em um Criador do Universo e, como resultado, não tem ideia do por que partículas de energia exibem sinais de consciência.

A Criação original

Antes da criação original, o Ser Infinito formou uma expressão de Si Mesmo, que se tornaria o Criador do Universo. Então, como o Criador Único, enfocou Sua Intenção, Expressou seu Amor, e pôs esses dois aspectos de Si Mesmo em movimento. Todo O Universo foi construído sobre esses princípios subjacentes, o que possibilita as facetas da Criação, como tempo, espaço, energia e matéria.

Um Universo em movimento possibilita as mudanças que chamamos de experiências. Mas se a vida está mudando constantemente, então, o que há para se manter? O que é imutavelmente real?

A realidade imutável deve ser encontrada sob esses aspectos fundamentais da Intenção do Criador e do Amor em movimento. O Ser Infinito é a realidade subjacente. O Ser Infinito é tudo o que é, nunca muda. O ser é um potencial puro, ao passo que o fazer, é a atuação desse potencial.

A realidade subjacente do Ser Infinito é o ser completo. O Ser Infinito é real. Nunca muda. Sempre é; somente é.

Como você se conecta com essa realidade? Ao meditar, ao usar a afirmação, “Eu sou o Ser Infinito”, você pode construir sua conexão diariamente com a verdadeira realidade que se encontra dentro de você.

Quando você faz da espiritualidade sua prioridade número um no início de cada dia, a meditação diária torna-se um hábito, algo que ocorre com facilidade. Ao construir essa ponte interna para a realidade, você está capacitando seu próprio potencial e também ajudando a mudar a mente global para a iluminação.

Owen Waters

Fonte: http://spiritualdynamics.net/

Tradução : Adriano Pereira

Categorias:Ensinamentos