Crea sito

5 Sinais de Que Existimos em um Universo Vivo

Não temos o perfil deste canal. Caso você tenha maiores informações sobre o perfil deste Canal e queira nos fornecer, será um prazer colocarmos em nosso banco de dados.

Desde o alvorecer das eras, através das culturas e civilizações, sempre houve aqueles que foram considerados iluminados. Profetas, Messias, e sábios ao longo da história e foram capazes de aproveitar a energia eterna do Universo, trazendo à tona a antiga sabedoria do cosmos e da criação, concedendo a todos que quisessem ouvir a compreensão da nossa própria existência. Alguns foram ridicularizados, outros foram assassinados por aquilo que parecia ser na época, pontos de vista irracionais.

Tome por exemplo, Jesus Cristo. Ele era conhecido por ser um dos mestres iluminados mais radicais da história. Para os espectadores, um homem andando por aí dizendo a todos que era o filho de Deus parecia tão irracional e “blasfêmia” que apenas falar as palavras “Eu e meu pai somos um” já seria um assunto para permitir um escrutínio público.

Nos tempos de Buda (Siddhartha Gautama), entendemos que seus ensinamentos eram muito radicais, no sentido de que eles contrariavam o regime budista vigente. Isto levou a seus discípulos mais próximos tomarem nota dos seus ensinamentos, escondendo muitos de seus trabalhos diretos antes do Buda ser envenenado até a morte.

Felizmente, estamos no ponto da história em que, por meio do avanço da tecnologia e da observação científica, podemos finalmente preencher a lacuna entre a filosofia espiritual e a realidade científica.

1. As Galáxias São Semelhantes a um Cérebro Humano

post-10-15-2
Em um estudo divulgado em 2012 na revista Relatórios Científicos da natureza, o físico Dmitri Krioukov da Universidade de San Diego na Califórnia constatou que de acordo com uma simulação de computador, o Universo cresce como um cérebro. “a dinâmica de crescimento natural é a mesma para diferentes redes como a internet ou o cérebro ou redes sociais”, explica ele. O estudo sugeriu que (1) as leis fundamentais regulam o crescimento de sistemas grandes e pequenos, a partir da queima elétrica entre as células do cérebro, o crescimento das redes sociais e a expansão das galáxias.

2. Códigos Binários

Enquanto trabalhava em equações referentes à teoria das supercordas, uma teoria científica que tem como objetivo explicar todas as forças na natureza através da vibração das cordas, o físico teórico James Gate Jr da Universidade de Maryland descobriu algo muito interessante: um código de computador. Sim, de acordo com Gates, havia manchas de 0s (desligado) e 1s (ligado) incorporados nas equações, uma espécie de pulsação de código binário que é executado nos computadores. O que é interessante é que isso nos leva a entender que o que experimentamos pode ser apenas o produto de sinais a partir de uma rede de computadores geradora de realidade virtual transmitido por uma entidade a partir do espaço.

Pao Chang um espiritualista, sugere que a nossa realidade é de fato uma mera ilusão. Em seu livro intitulado “Staradigm”, ele apresenta uma perspectiva interessante sobre como a realidade funciona:

As estruturas fundamentais da realidade trabalham semelhante à forma como funciona um computador. Um computador se comunica e opera através da utilização de códigos binários, que são códigos que consistem de uns (ligado) e zeros (desligado). Códigos binários são muito simples, mas com as combinações certas os computadores podem ajudar a criar coisas magníficas.

3. Razão de Ouro

A razão de ouro foi encontrada em pinhas, conchas e até mesmo em pinturas de Leonardo da Vinci, mas em uma descoberta fascinante pesquisadores da Universidade do Havaí em Manoa, descobriram sua existência em padrões de fractais e no pulsar em estrelas no padrão de razão de ouro. Eles fizeram a descoberta usando o Telescópio Espacial Kepler. Os pesquisadores estavam estudando um tipo específico de estrelas conhecidas como variáveis RR Lyrae que são diferentes das estrelas normais, pois elas se expandem e se contraem. A cada expansão e contração o brilho da estrela aumenta e diminui drasticamente, um processo conhecido como pulsar.

O que os pesquisadores descobriram a seguir foi mais surpreendente. As estrelas estudadas estavam pulsando de acordo com a média de ouro. Esta foi a primeira vez que foi identificada a razão de ouro no espaço. Embora a amostra de estrelas neste estudo tenha sido pequena, (3) os pesquisadores notaram um padrão intrigante entre as quatro estrelas com frequências de pulsar próximas da razão de ouro. Cada uma destas estrelas exibiu comportamento fractal em um teste padrão interminável que se repete continuamente em escalas menores.

“Isso sugere que existe um padrão”, diz Linder. “O que nós precisamos é de mais dados.”Um exemplo de um fractal é um litoral recortado, o que revela mais e mais movimentos em seu contorno. Ao aumentar a aproximação a partir de qualquer ponto de vista. “Acontece a mesma coisa que as frequências nas estrelas,” diz Linder. “À medida que diminui o limite vemos mais e mais frequências.”

4. Tempo e Espaço São Uma Ilusão

Cinco doces e simples palavras: Teoria da Relatividade de Albert Einstein.

O espaço e o tempo não são variáveis independentes em nosso Universo, mas sim aglomerados no continuum espaço/tempo. Em essência, o espaço é dependente do tempo e o tempo é dependente do espaço, um conceito que abala a nossa ideia de uma realidade definitiva e a universalidade do tempo. Assim, tanto o espaço como o tempo, de fato, são meras ilusões dependendo da localização espacial e circulação de mais nada que não o observador. Passado, presente e futuro não são fixos, mas sim apenas uma acumulação de variáveis espaciais.

5. Mecânica Quântica e a Experiência da Dupla Fenda

No experimento, um feixe de elétrons é disparado através de uma fenda em uma tela que se replica em um padrão de onda em vez de um respingo material.

No entanto, o mais interessante é quando foi observado este mesmo feixe de elétrons se comportou como algo consistindo de sólidos, o que significa que o elétron já teve vários eventos quânticos prováveis antes da observação ocorrer. Poderia ter saltado para fora da tela, atravessado qualquer fenda, passado por ambas as fendas, ou apenas passado por cima da tela. Estas probabilidades foram representadas pela onda. No entanto, quando uma observação ocorreu a onda desabou para uma realidade material, o que significa que qualquer evento físico é um produto de nada mais que uma observação !

De acordo com Erwin Schrödinger, (2) todos os resultados possíveis de um evento existem como uma forma de onda combinatória antes desta onda colapsar em uma manifestação material na observação. O tipo de manifestação depende da sua probabilidade e o ponto no continuum espaço/tempo em que a observação é feita.

A conclusão é que precisamos mudar o paradigma quando dizemos: “Deus criou o Universo,” para “Deus é o Universo”.

LJ Vanier

Fonte: collective-evolutionhttps://portal2013br.wordpress.com/

Categorias:Ensinamentos