Crea sito

O paradigma materialista persiste no pensamento popular e científico

Não temos o perfil deste canal. Caso você tenha maiores informações sobre o perfil deste Canal e queira nos fornecer, será um prazer colocarmos em nosso banco de dados.

Mensagem de janeiro 2018

A realidade não é o que parece, os antigos sabiam disso, os físicos pioneiros no início do século 20 o sabiam, e os cientistas de ponta atuais estão provando isto, tudo é importante.

As Grandes Questões e a Visão do Mundo Científico Moderno

Ao longo do tempo, a humanidade tem tentado responder as grandes questões. Qual é a natureza da existência e da realidade, o que somos e por que estamos aqui ? Na era atual, com a ascensão da ideologia do materialismo científico, temos uma forte tendência a rejeitar qualquer coisa que não se encaixa no paradigma materialista e rotulá-lo como “místico”. Ficamos hipnotizados pelo mundo material. O materialismo e o consumismo correm desenfreados em nossa sociedade. Atraídos pelo aparente sucesso do método reducionista que usamos para analisar e entender o nosso mundo, vemos o Universo como um sistema puramente físico, funcionando como uma grande máquina e com a matéria sendo a substância fundamental da realidade.

“O dia que a ciência começar a estudar os fenômenos não físicos, ela vai fazer mais progressos em uma década do que em todos os séculos anteriores de sua existência” ~Nikola Tesla

Nossos métodos analíticos científicos foram relativamente bem sucedidos e nos levaram a entender o funcionamento interno da matéria o suficiente para criar muitas tecnologias úteis. Mas estes sucessos erroneamente nos levaram a concluir que nossa visão materialista do Universo está correta e a rejeitar outras ideias como “místicas” e atrasadas.

O paradigma materialista persiste no pensamento popular e científico, apesar de muitas evidências de que na verdade, ele está errado. A Teoria da Relatividade e a Física Quântica mostraram que a energia é mais fundamental do que a matéria. Os pioneiros da física quântica no início do século 20, Max Planck, Albert Einstein e outros, chegaram à mesma conclusão, que tudo é energia e que de alguma forma a consciência está intimamente entrelaçada com ela. E, no entanto, esta visão parece ter sido descartada desde então. Os físicos ainda perseguem a “partícula” fundamental e se concentram em fenômenos materiais ao invés de se concentrar em como a energia forma a matéria e quais outras formas podem ser tomadas.

“Se você quiser descobrir os segredos do Universo, pense em termos de energia, frequência e vibração”. ~Nikola Tesla

A ciência moderna ainda é totalmente ignorante sobre o papel da consciência, apesar das observações de fenômenos quânticos que sugerem fortemente que a consciência está intimamente relacionada com a natureza da realidade. A ciência convencional continua a assumir que a realidade é objetiva, que ela existe independentemente da consciência do observador apesar de muitas evidências em contrário, e as conclusões de muitos pioneiros da física quântica.

O físico, astrónomo e matemático inglês, Sir James Jeans, declarou:

“Eu me curvo para a teoria idealista de que a consciência é fundamental e que o Universo material é derivado da consciência, não que a consciência é derivada do Universo material… Em geral, o Universo está mais próximo de um grande pensamento do que de uma grande máquina. Onde cada consciência individual deve ser comparada a uma célula cerebral de uma Mente universal”. ~Sir James Jeans

E ele não estava sozinho, abaixo Max Plank compartilha um ponto de vista semelhante.

“Eu considero a consciência como fundamental. Considero a matéria como derivada da consciência. Não podemos ficar atrás da consciência. Tudo sobre o qual falamos, tudo o que consideramos existente, postula a consciência”. ~Max Plank

A realidade não é o que parece.

“Existe mais coisas no céu e na Terra, Horatio, do que sonha tua filosofia”. ~Shakespeare, de Hamlet

A consciência é provavelmente o fenômeno mais misterioso e significativo do Universo, de modo que tratá-la como irrelevante para a compreensão da realidade é um grande erro. Na verdade, houve algumas experiências muito profundas (veja este vídeo sobre essas experiências) que deixam pouca dúvida de que existe uma relação íntima entre consciência e realidade. Levando alguns a concluir que a consciência é a substância fundamental do Universo, como muitas filosofias esotéricas e místicas ao longo dos tempos afirmaram de uma forma ou de outra.

Não é surpreendente que possamos ficar presos na ideia errada de que a matéria é a substância fundamental da realidade porque esta ideia é apenas uma consequência natural de nossas limitações perceptivas. O nosso aparelho sensorial: visão, audição, olfato, tato, nos fornece uma representação útil do mundo externo, mas quando se trata de nosso canal sensorial primário, a visão, é bem conhecido que “enxergamos” apenas uma banda muito estreita de energia. Nossos olhos detectam frequências de energia eletromagnética e as convertem para imagens e cores que percebemos. Mas nossos olhos só detectam uma porção extremamente pequena destas frequências, inferior a 0,00018%. E estamos apenas “vendo” os aglomerados de energia condensados em uma vibração lenta (matéria). Não conseguimos ver todo o resto da energia e como tudo é um padrão de energia interconectado.

“Toda a matéria é apenas energia condensada em uma vibração lenta”. ~Bill Hicks

Apesar da lição do fenômeno não visto da radiação eletromagnética nos ensinar, ainda desconhecemos totalmente como as limitações de nosso aparelho sensorial condicionou nossos modelos de realidade. Há muitos outros fenômenos invisíveis que ainda precisamos detectar e entender. Nossas percepções visuais são mais incompletas do que jamais imaginamos, e isto levou a uma visão distorcida que coloriu nosso modelo de realidade. Este viés está interferindo na formulação de um modelo mais amplo,e mais preciso, incluindo abordar a grande questão que estamos evitando, o que é a consciência e como está relacionada com a realidade.

Filosofias Cosmológicas Antigas – Tudo é Mente
Muito antes da nossa era científica atual, e por muito mais tempo, existiram muitas culturas com uma visão diferente do cosmos. Elas perceberam que o Universo é inteligente e vivo, em sua própria estrutura, eles pensaram no cosmos como uma grande mente, e que nossa realidade terrena era em certo sentido, uma grande ilusão. A filosofia continua a explorar a natureza da realidade e da consciência, debatendo as perspectivas alternativas. Entre as escolas de pensamento contemporâneo existem aquelas que ressoam com a ideia antiga de que “tudo é mente”. Essa ideia não foi completamente perdida.

“O fluxo do conhecimento está seguindo em direção a uma realidade não mecânica. o Universo começa a parecer mais um grande pensamento do que uma grande máquina. A mente já não parece ser um intruso acidental no domínio da matéria, podemos chamar isto de criador e governador do domínio da matéria. Supere isto e aceite a conclusão indiscutível. O Universo é imaterial, mental e espiritual”. ~Sir James Jeans

A ciência nasceu da filosofia, mas há muito tempo tomou um caminho separado, a ciência é focada em como as coisas funcionam e FATOS, a filosofia é focada no SENTIDO. É por isto que a humanidade perdeu seu coração e sua alma, os fatos sem SENTIDO são como um navio sem leme.

A ciência quer nos fazer acreditar que a vida, a consciência e a inteligência surgiram de alguma forma das mecanizações do Universo de forma aleatória, por mais improvável que isto seja. Que eles são essencialmente acidentes e, portanto, não têm um sentido mais profundo. No entanto, existem aqueles que acreditam que tudo tem um sentido profundamente significativo e por projeto e, portanto, proposital.

O Campo de Energia Primordial e o Surgimento da Consciência
A física quântica está começando a aceitar que tudo é energia e está se movendo em direção a uma teoria de campo energético unificado, mas eles ainda não têm ideia de quão profundo o buraco de coelho é. Quando descobrirem as complexidades mais profundas da energia atômica e das energias moleculares e biomoleculares, tornará possível avanços surpreendentes nas tecnologias. E à medida que isto acontece, eles começarão a perceber que a consciência é um processo no campo energético e, finalmente, nos despedimos da visão materialista da realidade, que tem dominado nosso pensamento há tanto tempo.

Exatamente como a consciência surge no campo energético não é claro, mas um ramo da informação e da teoria computacional pode, em última instância, ter a resposta. A Teoria Celular Automata afirma que padrões e dinâmicas altamente complexas e organizadas podem surgir a partir de sistemas muito simples contendo células discretas, com pequenos conjuntos de estados e regras que governam a proximidade das células afetadas. E esta estrutura tem uma similaridade interessante com os predicados básicos de uma série de teorias do campo unificado, obscuras, mas convincentes (Teoria do Campo Zero, Teoria do Sistema Recíproco e outras). Presumivelmente, um destes padrões dinâmicos complexos é o processo da própria consciência, a inteligência e consciência omni-presente que permeia o campo energético, o tecido do Universo.

Para obter um relato muito interessante sobre as descobertas científicas que tem acontecido ao longo dos últimos vinte anos relacionadas com o campo energético e as conexões com a consciência, verifique o livro: “The Field: The Quest for the Secret Force of the Universe“.

Existem vários grupos que estudam cientificamente os fenômenos físicos relacionados à consciência e suas descobertas são muito interessantes. Pesquise o trabalho destas organizações para mergulhar mais profundamente na matéria: Laboratório de Pesquisa de Anomalias de Engenharia de Princeton, Laboratório de Pesquisa de Consciência Internacional, Projeto de Consciência Global e Instituto de Ciências Noéticas. Um esforço relacionado ao Projeto de Consciência Global que está prestes a ser lançado é o aplicativo “Global Consciousness“.

Tudo é Energia e os Pensamentos São Energia
De acordo com Guy Needler, em seu livro “The History of God”, a consciência surgiu em uma pequena parte do campo energético universal e gradualmente aumentou até que fosse totalmente sensível. Naquele momento, decidiu explorar o que era experimentando o que poderia fazer. Ela rapidamente percebeu que seus pensamentos criavam padrões de energia no campo em que existia. Ela também descobriu que poderia dividir sua consciência e ponto focal de consciência em muitas partes menores e perceber de muitas perspectivas diferentes ao mesmo tempo. Cada um de nós é uma destas divisões. Nós somos todos segmentos da consciência universal, e ela está experimentando tudo o que estamos experimentando.

Na mente universal, os pensamentos são padrões de energia, e estes padrões de energia são tudo o que vemos: luz, matéria, galáxias, estrelas, planetas e tudo o que não podemos ver. Existe muito mais acontecendo na parte que não podemos ver do que a maioria de nós imagina. O espaço que pensamos como o único Universo, e com uma realidade, de fato, possui muitas realidades paralelas, muitas vezes referidas como dimensões ou planos da realidade.

Porque a consciência da Fonte está criando tudo o que existe com os pensamentos e cada um de nós é um fio desta consciência, nossos pensamentos também são criativos. Não percebemos isto porque nos esquecemos do que somos, mas estamos criando nossa realidade com nossos pensamentos, individual e coletivamente, o tempo todo. Isto não é óbvio porque nossos pensamentos são erráticos e indisciplinados, por isto nossa criação não é direcionada e é incoerente. Se adotarmos nosso poder criativo e conscientemente dominarmos nossos pensamentos, começaremos a criar coerentemente. E então ficará óbvio que estamos realmente criando nossa realidade e começaremos a criar a vida dos nossos sonhos, e coletivamente o mundo dos sonhos de todos.

“Uma conclusão fundamental da nova física também reconhece que o observador cria a realidade. Como observadores, estamos pessoalmente envolvidos na criação de nossa própria realidade. Os físicos estão sendo forçados a admitir que o Universo é uma construção “mental”. ~R.C. Henry, Professor de Física e Astronomia

Dentro da Mente
Tudo o que existe: as galáxias, as estrelas, os planetas, a luz, a matéria, você e eu, tudo o que podemos ver, e tudo o que não podemos ver, está funcionando internamente na mente cósmica, o Universo é consciente em sua própria formação, e estamos dentro dele ! Essa consciência, de fato, engloba muitos universos e uma grande quantidade de realidades paralelas. É a fonte de tudo o que é, incluindo a nossa própria consciência e a de toda entidade sensível no Universo.

Nós existimos em uma paisagem mental, um reino de ideias manifestadas. Nós existimos dentro de uma mente cósmica que está criando uma multidão de ambientes e experiências para explorar todas as possibilidades de existência e expandir a compreensão de si mesma. São todas construções do pensamento dentro da mente cósmica. Você é uma construção que chamamos de pessoa, e você está dentro de uma construção que chamamos de Universo. Você é um veículo que a consciência da Fonte está experimentando. Você é uma abertura que ela está usando para observar e experimentar um dos muitos ambientes que criou.

Você é um ponto focal da consciência da Fonte que olha de dentro de um dos seus próprios pensamentos e experimenta-os. Através de seus pensamentos, está formando uma multidão de realidades paralelas, e depois mergulhando e explorando-as, experimentando-as. Todas as realidades, todos os mundos, são MUNDOS INTERIORES. Por que se diz: conhece a ti mesmo e conhecerás a verdade, você só precisa ir para o seu interior. Tudo está dentro da mente ilimitada da consciência da Fonte, e está tudo dentro de você, porque você é parte dela. Você é um pensamento dentro de um pensamento dentro de um pensamento que se experimenta.

“Somos todos uma consciência que se experimenta subjetivamente, não há tal coisa como a morte, a vida é apenas um sonho, e somos a imaginação de nós mesmos”. ~Bill Hicks

“Tudo o que vemos ou parece, é apenas um sonho dentro de um sonho.” ~Edgar Allen Poe

A Mente Universal é infinita e o que pode criar é sem limites

O Universo é infinito, simplesmente porque é um espaço conceitual, um campo de ideias e imaginação, que o torna intrinsecamente ilimitado. O que ele pode criar é limitado apenas pela imaginação, e a imaginação é ilimitada.

“A lógica irá levá-lo de A para B. A imaginação irá levá-lo a todos os lugares”. ~Albert Einstein

Cada um de nós é uma parte desta mente infinita, e todos nós potencialmente exercemos seu poder criativo ilimitado porque nós somos ilimitados. A única coisa que nos limita é a nossa crença e imaginação ! Acorde para o que você realmente é, e fique impressionado com o que você pode criar.

Nós somos ilimitados !

Jeff Street

Fonte: wakeup-world

Tradução: A Luz é Invencível

Categorias:Ensinamentos
Receba por e-mail, o nosso resumo diário de novos artigos